Menu

24 janeiro 2009

MARLEY & EU


Bom, tudo que tenho a declarar sobre o filme não é nada além disso:
Chorei em filme de cachorro!!!!

Parece meio ridículo, mas é verdade. Poucos filmes me emocionaram tanto. Mas o carisma e a sensibilidade mostradas no filme é de uma beleza extraordinária. Dizem que o livro é melhor. Isso já é até clichê. Nunca os filmes originados de grandes best-sellers conseguem superar o nível de comprometimento e detalhes dos livros. Mas o filme, apesar de tudo, está aprovadíssimo. Acho até que o cachorro atua bem melhor do que todos os atores juntos, mas isso não vem ao caso. O que vale mesmo ressaltar em toda a história, não é nem mesmo a fofura que é o cachorro, o terror que ele toca na casa, mas sim, como a família atual está se dissipando. O cachorro, no fim das contas, serve como um objeto de união de uma família que se deteriora a cada dia pelas coisas que qualquer recpem-casado deseja: sucesso profissional, filhos, lar...

É interessante o tema abordado pelo Grogan. Nos remete à coisas corriqueiras que muitas vezes não damos a devida importância. É válido mencionar os valores morais, a educação vista nas famílias, as escolhas que muitas vezes nos privamos de fazer... Tudo isso, e junto com o danado do cachorrinho, é que faz do filme uma obra de qualidade e satisfação. Recomendo. Já viu aquele papo de filme pra toda a família? Esse é sem nenhuma exceção.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...