Menu

21 julho 2011

EU VI #4: A Garota da Capa Vermelha



Hoje o Eu Vi traz um bombante da hora... A Garota da Capa Vermelha - um filme que conta a história da Chapeuzinho Vermelho de um ponto de vista diferente...
Vocês já viram? Querem ver?

Antes, a opinião desta humilde Bagunceira... =D


Idade Média. Valerie (Amanda Seyfried) é uma jovem que vive em um vilarejo aterrorizado por um lobisomem. Ela é apaixonada por Peter (Shiloh Fernandes), mas seus pais querem que se case com Henry (Max Irons), um homem rico. Diante da situação, Valerie e Peter planejam fugir. Só que os planos do casal vão por água abaixo quando a irmã mais velha de Valerie é assassinada pelo lobisomem que ronda a região.











Esse filme me conquistou principalmente por dois motivos: a Fotografia que é esplêndida e a participação da fofa da Amanda Seyfried.
Só.
Eu estava ligada que o fato de a diretora de Crepúsculo dirigir o filme traria algo de sombrio, misterioso e tedioso-depressivo (#prontofalei), mas eu esperava algo diferente.
A Valerie, personagem principal, é forte e determinada, mas sabe aquela teoria que a Chapeuzinho é que é a vilã? Bom, o filme segue bem essa linha. Não porque a garota seja má, a não ser pelo fato de ela se apresentar meio fria e possessiva, às vezes. O Peter, o carinha de quem ela é a fim é outro mistério. O mais doce no meio desses, o mais apaixonante totalmente é o Henry. Sei, pareço tosca, mas foi assim que eu me senti. Acho horrível não ter pra quem torcer em um filme, quando todo mundo tem aspecto duvidoso.
Num âmbito geral, por outro lado, as imagens são fantásticas, a caracterização do lobo é perfeita e todo o cenário contribui para o clima tenso de terror e suspense. Então, se você está esperando um Chaupezinho Vermelho fofo e romantizado desista. Esse filme não tem naaaada a ver. Ele é intenso, sombrio, tenebroso e muitas vezes, cruel. A imagem de beleza e doçura fica apenas por conta da carinha meiga de inocente-dissimulada da Valerie.


No mais, alguns aspectos são muitos semelhantes a históriazinha infantil e você até se emociona. Parece que está revivendo todos aqueles contos que a mamãe contava antes de dormir, hehehe...
Como sempre, a grande maioria fala que o livro é bem melhor, que tem mais conteúdo, mais pano pra manga, mais drama, e tal e tal... Até estou entusiasmada em lê-lo, mas irei sem muitas expectativas. Embora eu tenha gostado, me deixou com um certo mal-estar quando apareceram os créditos. Não que tenha ficado uma pergunta no ar, ou que os mistérios não tenham se resolvido, mas... No meu ver, poderia ter tido mais.
É isso.

Deixem sua opinião também, galerinha!

Um comentário:

  1. Ainda preciso assistir!
    Desde a época que lançou acompanhei os comentários, mas aí fui desanimando um pouco. =/
    Qualquer dia eu pego pra conferir como ficou! =)
    Beijos!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...