Menu

07 agosto 2011

Três Metros acima do Céu: Livro, Filme & Música

Oieee, genteeeeem! =D

Finalmente, hoje eu vim pra falar de um assunto que amo loucamente, perdidamente, completamente e que fazia um tempão enooorme que eu pretendia falar, mas sempre adiava.
-Nossa, Janne, o quê, pelo amor de Deus????!!!

Trago pra vocês um pacote completo e destrinchado de Três Metros Acima do Céu, falando sobre o livro liiindo do Federico Moccia, da adaptação feita para o cinema e da trilha sonora the best.

Let's go para a maratona? Como diria Jack, então, vamos por partes:


LIVRO

A paixão do mais improvável dos casais, Babi, uma patricinha de Roma, e Step, um motoqueiro bad boy, é a trama de Três Metros Acima do Céu , um romance que conquistou a juventude italiana, a ponto de, durante anos, circular em cópias xerocadas entre os leitores. Para viver o primeiro amor com toda sua intensidade, os protagonistas tentam se modificar, enquanto enfrentam a oposição da família da menina, o estranhamento dos amigos, as dificuldades de acertar o próprio relacionamento e de amadurecer.


Babi, a excelente aluna de boa família, assusta os pais ao deixar de obedecer cegamente às convenções que até então regulavam sua existência, enquanto Step se surpreende ao perceber que o amor vai obrigá-lo a abandonar velhos hábitos e tratar com respeito a namorada que se prepara para seguir uma carreira universitária, algo muito distante do que o destino reservou para o jovem delinquente. Entre pegas de moto, festas que varam noites, tatuagens, brigas homéricas, provas desesperadas de afeto e uma tragédia que mudará para sempre suas vidas, Step e Babi vivem uma incrível história de amor, cheia de reviravoltas e sentimentos à flor da pele, aquele tipo de paixão que só pode ser vivida quando se tem dezessete anos e acredita-se que tudo ainda é possível.

Pra começar, eu tenho que explicar uma coisinha: a ordem que as coisinhas vieram para mim foi totalmente oposta. Isso mesmo.

Tudo começou com as minhas pirulitadas pela internet e um vídeo linnnndo de doer do Tiziano Ferro que me chamou muito a atenção. Daí descobri que o video - e a  música - fazia parte da trilha sonora de um certo filme, cujos trechos estão inseridos neste clipe do cantor italiano. Lendo coisa e outra sobre o filme, soube que ele era uma sequência de um filme anterior e que ambos eram baseados em livros. Muita informação? Eu fiquei toda serelepe pra saber mais sobre tudo!

Pesquisando por aí, consegui o primeiro livro e comecei a ler. No início eu pensei que era mais uma besteirinha adolescente, onde um casal se apaixona, tem um monte de dificuldade pra ficar junto, e é um chororô total... Bom, pensei que era chato e clichê. Mas diante de tantas críticas que eu li a respeito do autor e dizendo que o tal do livro tinha se tornado cult na Itália e em outros lugares da Europa, continuei a leitura mesmo desconfiada.

Enfim, o livro me cativou completamente. Tudo bem que tem lá a suas situaçõezinhas bem clichês mesmo, mas num geral, eu me apaixonei pelo rumo que a estória tomou e pela elaboração dos personagens. Afinal, é totalmente interessante o fato de uma patricinha italiana que vive de grife se apaixonar pelo cara mais errado que ela poderia conhecer. E mais interessante ainda, o fato de ele continuar errado durante todo o livro. Talvez por isso o final seja tão surpreendente. Mas o cativante é a narrativa do autor, que envolve e leva você na história, de uma maneira poética, emocionante e muitas vezes, sofrida. Há alguns trechos em que dá pra parar e ficar pensando, como esse:

"Talvez porque costumamos achar a nossa dor única, inimaginável, como, aliás, qualquer outra coisa que nos diz respeito. Ninguém pode amar como nós amamos, ninguém pode sofrer como nós sofremos".

Eu não quero soltar muitos spoilers aqui, mas muita gente não gostou do final, pelo que vi. Eu sou do contra. Eu gostei. Eu acho que esse é um tipo de estória real, onde é perceptível que não havia futuro nenhum na relação do Step e da Babi. Ela tinha sonhos, planos; enquanto ele, estava mais ferrado do que tudo. No meu modo de ver, o desfecho foi o real final feliz para ambos, mesmo que os dois continuassem a gostar um do outro. Para o Step foi ainda mais interessante, talvez pelo fato de ele nunca se imaginar sendo derrotado por um sentimento, achando que aquela seria a única e última vez que ele amaria alguém. No mundo real as coisas são assim: quando estamos apaixonados sempre achamos que vai ser pra sempre, daí vem "uma pedra no meio do caminho" e destrói tudo.

E é no último parágrafo do livro, no entanto, que somos capazes de perceber toda a moral da estória:

"Está na hora de voltar para casa. Hora de recomeçar. Sem pensar demais.Com uma única pergunta. Será que algum dia voltará lá para cima, para aquele lugar difícil de alcançar, onde tudo parece mais bonito? E, na mesma hora em que formula a pergunta, infelizmente, já sabe a resposta."

Federico Moccia é autor de outros livros também, como Desculpa se te chamo de amor, e a continuação de Três Metros Acima do CéuSou louco por você, que como eu tentei explicar antes, também virou filme e também tem música do Tiziano Ferro e também é muito, muito bom. Falo dele aqui outra hora, prometo!


FILME



Antes de tudo tenho que dizer que o  filme é lindo, sim. Conta a estória, claro que com um montão de cortes, um montão de adaptações, um montão e montão de mudanças. Mas é lindo. Há uma cena principal que é simplesmente perfeita, onde o Step escreve uma mensagem para a Babi numa ponte. (#invejafeelings)


No mais, achei meio chato pegarem atores naaada a ver. Primeiro que a Babi do Federico Moccia é loira e de olhos claros; e foram botar uma morena magricela e sem graça no filme. O Step é musculoso, tem cabelo curto e um jeito ameaçador; já o Riccardo Scarmaccio que faz o filme apesar de ser muito gatinho, um completo encanto e me deixar alucinando por dias, tem cabelos com cachinhos, olhos um pouco verdes e nem parece ser tão alto.


Num resumão geral, o filme consegue mostrar a estória central do livro, com as abordagens principais do enredo e o toque de romantismo e emoção. O filme, no entanto, mostra pouco da Itália - que é muito falada no livro - e não se prende muito a história individual dos personagens. Sempre digo que é bom ler o livro primeiro, mesmo que haja uma frustração depois.
Agora, o que garanto que vocês vão amar como eu também! Hehehe...


MÚSICA

A trilha do filme inteiro é um requinte. Aborda muita coisa italiana, mas muita coisa americana, européia, enfim. A música que você vai ouvir que vai botar as lágrimas pra correr é a Sere Nere, do queridíssimo e adorabilíssimo Tiziano Ferro. Genteim, o que eu chorei ouvindo essa música não foi piada!



De verdade... O Tio Tiziano tem voz de doer nas costelas e uma emoção tão avassaladora que sai rasgando tudo por dentro de você. E pra quem curtir de vibrar, tem uma versão que ele fez junto com uma cantora e compositora brasileira, a Liah, chamada Tardes Negras. Vão lá e deem uma olhadinha nada básica!

Gostaram do post, galera? Deixem seus comments pra eu saber o que vocês acharam do filme, do livro, da música, enfim... Quero conhecer a opinião de vocês!

Bjs, bjs

10 comentários:

  1. Jane, como vai? Parabéns pelo blog. Dá uma olhada na versão em espanhol com Mário Casas e Maria Valverde. Este filme ficou melhor que seu antecessor e o novo Step não deve nada ao do livro. Beijão. Segue o link do trailer no you tube
    http://youtu.be/g6GsPB-eMK4

    ResponderExcluir
  2. @Anacrikasky Poxa, eu não sabia que tinha o filme em espanhol não... Vou procurar correndo, correndo, rs. Eu até gosto do ator que faz o Stpe nop filme, mas ele é bem diferente do que eu imagianva. E a Babi não tem naaada a ver. Frustrante =/
    Obrigada pela visita, flor!

    ResponderExcluir
  3. Oi Jane,

    Por favor você sabe como é a continuação do filme?

    Nossa é muito lindo, por favor me contaaaaa...rs

    ResponderExcluir
  4. @Sibelee@Oi, Sibelee! Eu vi sim a continuação, e se chama Ho Voglia di Te, algo como Sou louco por você. Só queria colocar resenha dele aqui quando eu lesse o livro, que até hoje ainda não li. Prometo que vou tomar vergonha na cara e fazer o post bem arrumadinho pra ontem, rs! Mas se vc quiser procurar na net, o filme é com o Ricardo Scarmaccio também. Bjoks!

    ResponderExcluir
  5. Assisti esse filme ontem na versão espanhola e é perfeito... ansiosa pra ver a continuação, Louco por Você!

    Bjs!

    wwwautenticidade.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Olá, eu assisti a versão em espanhol também, na verdade eu não sabia que existia outra kkkkk' , mais eu não entendi muito bem a respeito das continuações, o filme "Três metros acima do céu" já tem um continuação em filme, ou apenas em livro?

    obs: eu conheço o filme pelo nome "Paixão sem limites", acho que é o nome na versão inglesa sei lá kkkkkkkkk'

    ResponderExcluir
  7. Olha eu encontrei o trailer dos 2 (versão mexicana)

    Paixão sem limites (três metros acima do céu) http://www.youtube.com/watch?v=-nSm0ghPDO0

    Sou Louco por você
    http://www.youtube.com/watch?v=KgvZb-AXFEE

    ResponderExcluir
  8. @Drikα suηєłαiŧis ☮ Vi os trailers dia desses, Drika. E até já assisti ao filme em espanhol indicado pela Ana, e o segundo estreou dia 22 de junho. Logo, logo terá versão pra gente tb! Fora que existe os dois filmes na versão italiana tb, como eu falei no post. =)

    ResponderExcluir
  9. Bom não é muito a minha praia o livro, mas, Tiziano ferro é meu amor platônico desde que assisti o video de Imbranato um dia na faculdade, fiquei feliz pela definição do que a música dele transmite a você, achei d+, realmente a emoção que ele transmite é incomparável, por que não ouve "fotografie della tua assenza" e depois fala sobre essa música maravilhosa do meu amado Tiziano, tenho certeza, vai te arrepiar antes de doer nas costela....Fabiula Curcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pode deixar, Fabiula, que eu vou ouvir sim. Tiziano tem uma voz belíssima! =D
      Bjos, fofa!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...