Menu

28 dezembro 2011

Coleção Livrinhos de Banca


Pra quem não sabe, eu sempre gostei de ler. E nos primórdios (rsrsrs) o acesso a livros era muito mais complicado. Então, o jeito era fuçar em sebos e tentar achar alguma coisinha bacana e mais barata.

Há alguns aninhos atrás, eu comecei um gostinho particular por livrinhos de banca. Sim, eles são bobos. Sim, muitas vezes eles apelam demais. Sim, eles criam personagens que nunca existirão.

Mas fazer o quê, eles são divertidos e felizes! =D

Eles são fofos e apaixonados e todo mundo fica bem no final. Já chega de ver tanta notícia ruim na TV, eu ando precisando de coisas mais alegres.

Por isso, eu decidi mostrar pra vocês hoje a minha minúscula coleção de livrinhos de banca que comprei zilhões de anos atrás em um sebo – pelo enorme valor de R$ 1.00 cada um hehe! – e tem estorinhas bem legais.


A coleção consiste em cinco volumes e tem dos mais variados estilos. Três deles são históricos e dois de uma época mais atual. Os livros da Barbara Cartland são bem famosos e conquistaram legiões de fãs. Vale dizer que a mulher tem uma escrita impecável e um conhecimento excelente sobre a realeza e acontecimentos da época (Tá vendo?É uma aula de História!),

A série Sabrina também é muito famosa e já cresceu bastante nos últimos tempos. Tanto que dela derivaram várias outras séries como Júlia, Bianca, Sissi... Pra vocês terem uma idéia, o consumo de livrinhos de banca cresceu tanto de uns dez anos pra cá, que autoras muito bem conceituadas hoje em dia, começaram lançando suas estórias nesses livretos. Temos por exemplo, a P.C. Cast autora da série House of Night, Susan Mallery, Nora Roberts, Linda Howard, Lora Leigh... E até mesmo, alguns livros que hoje fazem muito sucesso foram lançados primeiramente em formato de banca lá fora. Então, antes de torcerem o narizinho com preconceito, dêem uma olhadinha pra ver do que se trata. Sei que tem muita coisa mais ou menos, mas também tem muita coisa legal.

Como podem ver, os livros estão bem detonados. Sabem como é... A maior parte de livro que vai pra sebo já vai todo desgastado. Aqui no Brasil as pessoas têm o costume muito feio de não saber conservar livros. Acham que é um bem que não vai durar muito, mas a questão é que dura sim, se você souber mantê-los.

Vou listá-los abaixo e colocar a sinopse da capa pra vocês conhecerem um pouco da estória de cada um. Quem sabem não se interessam?

Então, vamos lá.


O PECADO DA DUQUESA (Barbara Cartland)

Ainda havia estrelas no céu, mas um leve clarão ao longe já prenunciava o novo dia. De seu esconderijo entre os arbustos, a duquesa Areta viu se aproximarem os cavalheiros que iriam participar do duelo. Faltavam poucos minutos. A decisão fora tomada por seu marido, o jovem duque de Kerncliffe. Ele corria um grande perigo mas não tinha alternativa. Um pecado de amor os separava. E para resgatá-lo não hesitou em oferecer a própria vida!

O TEMPLO DO AMOR (Barbara Cartland)

Pierre segurou Simonetta e iniciaram a subida da colina. Lá de cima, avistaram a lua em todo o seu esplendor e as ruínas do Templo do Amor a seus pés. Os rochedos muito alvos eram de uma beleza indescritível e misteriosa. Cantigas de amor vibravam na atmosfera, mas Simonetta não tinha certeza se ouvia a voz de um trovador, como tantos que habitaram outrora aquela região, ou a de Pierre recitando um poema. Depois, ao descerem para o vale, parecia que ela estava sendo transportada do paraíso para o inferno, para o mundo cruel e hostil, onde uma lady como Simonetta Terrington-Trench jamais daria a mão a um pintor pobre e desconhecido como Pierre Valéry...


FEIRA DE VERÃO (Patricia Wynn)

Susan e o lorde beijaram-se com indescritível ternura e quando, por fim, separaram-se, permaneceram de mãos dadas. Ela sentiu-se deliciosamente perturbada ao notar o brilho apaixonado de seus olhos. Então uma voz ecoou no silêncio da estrebaria, trazendo-os de volta a realidade. Uma realidade dura e fria, que obrigava Susan a repelir aquele sonho maravilhoso. Era procurada pela justiça: jamais poderia aceitar o amor do barão de Harleston...


A ROSA INGLESA (Patricia Wilson)

Ao chegar à França, a última coisa que Sarah esperava era se apaixonar por Armand Couvier, um homem inatingível. Apesar de Sarah despertar-lhe sentimentos nunca antes experimentados, Armand acreditava que ela não passava de uma delicada rosa inglesa. Porém, não demorou para que ele descobrisse que até as mais delicadas rosas inglesas tinham espinhos. Mesmo assim, Armand estava certo de que acabaria por domar Sarah. O que não sabia era que Sarah estava disposta a ir até as últimas conseqüências para conseguir o que mais queria na vida!

NA TERRA DOS DRAGÕES (Joanna Mansell)
Josie olhou em volta da cabana rústica e ficou apreensiva. Estava ali sozinha com Daniel, e a chuva torrencial caía sem cessar. Por um momento se perguntou o que fazia no interior do Butão, um país estranho e exótico, junto de um homem que mal conhecia. De repente, Daniel a tomou nos braços e, apesar de seus protestos, a beijou com ardor. Mas Josie, abandonada pelo noivo a poucas semanas do casamento, não queria saber de envolvimentos, menos ainda com Daniel, que dizia não confiar nas mulheres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...