Menu

06 setembro 2012

10 Filmes pra fazer você 'quebrar a cabeça'

Todo mundo provavelmente tem uma história muito louca pra contar sobre um filme que assistiu uma vez e que não entendeu patavina nenhuma. Eu sou uma dessas criaturas. Tem hora que me dá raiva, acabar de ver um desses filminhos e ficar com cara de tapada, olhando pra tevê e me perguntando: O que diabo foi isso??

Por essas e outras razões, o Baguncinhas trouxe hoje uma listinha bem sutil de 10 produções que deixaram muita gente de boca aberta, com uma interrogação piscando na cabeça ou mesmo, que tiveram um final muitoloko que até hoje nos perguntamos como não havíamos entendido antes.

Então, vamos lá quebrar a cabeça e desvendar os mistérios. Quem quiser ver os spoilers, basta selecionar o texto depois do Saiba o Quê.

10 - O Orfanato


Laura (Belén Rueda) passou os anos mais felizes de sua vida em um orfanato, onde recebeu os cuidados de uma equipe e de outros companheiros órfãos, a quem considerava como se fossem seus irmãos e irmãs verdadeiros. Agora, 30 anos depois, ela retornou ao local com seu marido Carlos (Fernando Cayo) e seu filho Simón (Roger Príncep), de 7 anos. Ela deseja restaurar e reabrir o orfanato, que está abandonado há vários anos. O local logo desperta a imaginação de Simón, que passa a criar contos fantásticos. Entretanto à medida que os contos ficam mais estranhos Laura começa a desconfiar que há algo à espreita na casa.





Vá lá que eu nem sou muito fã desses filmes suspense/terror/mistério e tranqueiras do gênero. Mas vi esse tal de O Orfanato e roí todas as unhas de tanta aflição. O desfecho é tão, mas tãaao ordinário que dá raiva. É aquele tipo de filme que você fica revoltada por não ter pensado naquele 'pequeno detalhe' antes. Mas é um bom filme, dentro do gênero, pra mim foi muito bem feito.
SAIBA O QUÊ: O muído todo desse filme é o fato do menininho Simón ter se escondido no armário e ficado preso lá - ele não está desaparecido.


09 - O Sexto Sentido


O psicólogo infantil Malcolm Crowe (Bruce Willis) abraça com dedicação o caso de Cole Sear (Haley Joel Osment). O garoto, de 8 anos, tem dificuldades de entrosamento no colégio e vive paralisado de medo. Malcolm, por sua vez, busca se recuperar de um trauma sofrido anos antes, quando um de seus pacientes se suicidou na sua frente.











Filme que marcou toda uma época com a célebre frase "Eu vejo gente morta..." e marcou também uma bela de uma interrogação na minha cabeça com a quantidade de 'nóia' que ele apresenta. Dá uma pena do coitado do personagem do Haley Joel Osment, porque ele parece estar sofrendo todo o tempo, aff... E pra terminar, tem aquele final fantástico e totalmente surpreendente que fez muita gente ficar embasbacado. Um dos maiores spoilers da história do cinema.
SAIBA O QUÊ: É, quem está morto mesmo é o Dr. Malcom. Por isso a esposa o ignora e Cole consegue enxergá-lo.


08 - Sobre Meninos e Lobos


Após a filha de Jimmy Marcus (Sean Penn) ser encontrada morta, Sean Devine (Kevin Bacon), seu amigo de infância, é encarregado de investigar o caso. As investigações de Sean o fazem reencontrar um mundo de violência e dor, que ele acreditava ter deixado para trás, além de colocá-lo em rota de colisão com o próprio Jimmy, que deseja resolver o crime de forma brutal. Há ainda Dave Boyle (Tim Robbins), que guarda um segredo do passado que nem mesmo sua esposa conhece. A caçada ao assassino faz com que o trio tenha que reencontrar fatos marcantes do passado, os quais eles preferiam que ficassem esquecidos para sempre.




Quando assisti esse filme pela primeira vez fiquei com cara de pamonha quando acabou. Ele não tem A surpresa, mas é de uma história tão bem construída que você se envolve com os personagens de maneira sem igual. Em certos momentos, você praticamente tem certeza de tudo o que está vendo, parece acreditar piamente na descoberta do culpado e é levado numa redoma de confusões. Mas no fim, o choque é inevitável.
SAIBA O QUÊ: O filme de fato não tem uma surpresa única, é cheio de pequenas insinuações. Mas o fato é que Dave é inocente. Quem matou a filha de Jimmy foram dois adolescentes.


07 - Ilha do Medo



1954. Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) investiga o desaparecimento de um paciente no Shutter Island Ashecliffe Hospital, em Boston. No local, ele descobre que os médicos realizam experiências radicais com os pacientes, envolvendo métodos ilegais e anti-éticos. Teddy tenta buscar mais informações, mas enfrenta a resistência dos médicos em lhe fornecer os arquivos que possam permitir que o caso seja aberto. Quando um furacão deixa a ilha sem comunicação, diversos prisioneiros conseguem escapar e tornam a situação ainda mais perigosa.






As expressões de lunático do Leonardo DiCaprio, pra mim, são a melhor coisa desse filme. Tudo bem que dá pra sofrer um bocado junto com o Teddy Daniels na aluscinante investigação daquele hospital horripilante, e que a todo momento você acha que descobriu algo novo. Mas o final segue um padrão de filmes desse tipo, só que com uma enrolada tão bem feita que a gente nem consegue entender direito.
SAIBA O QUÊ: Teddy, na verdade, é um dos internos do hospital e foi ele quem matou a esposa.


06 - Se7en - Os Sete Crimes Capitais


Dois policiais, um jovem e impetuoso (Brad Pitt) e o outro maduro e prestes a se aposentar (Morgan Freeman), são encarregados de uma periogosa investigação: encontrar um serial killer que mata as pessoas seguindo a ordem dos sete pecados capitais.












Filme perfeito. Até hoje não conheço um ser que diga que não gostou de Seven. O Brad e o Morgan estão incríveis e a história é tão legal, tão bem pensada que o telespectador fica curiosíssimo pra saber quem é o tal assassino. A surpresa braba do filme é um conjunto de ações, que deixa ambos os policiais super envolvidos com os assassinatos. 
SAIBA O QUÊ: O assassino cria uma reviravolta no final com os dois últimos pecados: a inveja cometida por ele próprio quando assassina a esposa do personagem de Brad, e a ira, cometida pelo policial quando finalmente mata o sujeito que decepou a cabeça de sua mulher.


05 - Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças


Joel (Jim Carrey) e Clementine (Kate Winslet) formavam um casal que durante anos tentaram fazer com que o relacionamento desse certo. Desiludida com o fracasso, Clementine decide esquecer Joel para sempre e, para tanto, aceita se submeter a um tratamento experimental, que retira de sua memória os momentos vividos com ele. Após saber de sua atitude Joel entra em depressão, frustrado por ainda estar apaixonado por alguém que quer esquecê-lo. Decidido a superar a questão, Joel também se submete ao tratamento experimental. Porém ele acaba desistindo de tentar esquecê-la e começa a encaixar Clementine em momentos de sua memória os quais ela não participa.




Outro filme que não tem A surpresa, mas de tão bem emendado faz você viajar na mente perdida do Joel. Além de tudo, é um banho de atuação do Jim Carrey, que provou que não vive só de comédias. O fato de ele tentar esquecer a Clementine o tempo todo, só o leva a ficar ainda mais envolvido nas lembranças dela.
SAIBA O QUÊ: O filme inteiro é uma completa confusão. Não existe um detalhe crucial. Esse é o tipo de filme que a surpresa se encontra praticamente durante a história toda.


04 - Jogos Mortais

Jigsaw é um assassino que possui uma marca registrada: ele deixa em suas vítimas uma cicatriz em forma de quebra-cabeças, que faz com que elas cometam atos igonizantes para se salvar. O detetive David Tapp (Danny Glover) é designado para investigar os assassinatos, bem como a capturar seu autor. Porém o caminho evasivo seguido por Jigsaw leva o detetive a desenvolver uma obsessão por capturá-lo.










Só assisti o primeiro filme dessa saga aterrorizante e não me peçam pra assistir mais nenhum outro. Tenho pavor, horror (morro de susto mesmo) dessas coisas. Além do que, o visual é de dar ânsias. Mas não há como negar o sucesso desse cidadão e dizer que ele realmente foi bem construído, mostrando um vilão que todo mundo pena pra descobrir quem é. Sem falar na astúcia da criação de todo o jogo. O final é outro spoiler maldito da história do cinema.
SAIBA O QUÊ: O vilão é o cara morto no chão da sala. Ou seja, o infeliz estava ali o tempo todo.


03 - Cisne Negro


Beth MacIntyre (Winona Ryder), a primeira bailarina de uma companhia, está prestes a se aposentar. O posto fica com Nina (Natalie Portman), mas ela possui sérios problemas pessoais, especialmente com sua mãe (Barbara Hershey). Pressionada por Thomas Leroy (Vincent Cassel), um exigente diretor artístico, ela passa a enxergar uma concorrência desleal vindo de suas colegas, em especial Lilly (Mila Kunis). Em meio a tudo isso, busca a perfeição nos ensaios para o maior desafio de sua carreira: interpretar a Rainha Cisne em uma adaptação de "O Lago dos Cisnes".






Sem contar o Oscar que Natalie Portman levou pela sua atormentada Nina, Cisne Negro traz uma aula esplêndida de balé. Cenas lindas, figurino impecável e uma dedicação sem igual da atriz. Mas são tantos tormentos rodeando a vida da bailarina que a gente chega a pensar que todos querem que ela realmente fique louca. E com o desenrolar do filme, vamos entendendo o porquê. 
SAIBA O QUÊ: As 'visões' de Nina são atos de sua própria personalidade perturbada. No esforço de conseguir um Cisne Negro perfeito, ela se envolve em sua própria maldade sem perceber.


02 - Os Outros


Durante a 2ª Guerra Mundial, Grace (Nicole Kidman) decide por se mudar, juntamente com seus dois filhos, para uma mansão isolada na ilha de Jersey, a fim de esperar que seu marido retorne da guerra. Como seus filhos possuem uma estranha doença que os impedem de receber diretamente a luz do sol, a casa onde vivem está sempre em total escuridão. Eles vivem sozinhos seguindo religiosamente certas regras, como nunca abrir uma porta sem fechar a anterior, mas quando eles contratam empregados para a casa eles terminam quebrando estas regras, fazendo com que imprevisíveis consequências ocorram.





Pra quem já é acostumado a assistir filmes do gênero, pode ter facilmente chegado a 'moral da história' de Os Outros desde cedo. Mas a primeira vez que assisti ao bonito, sofri com a personagem da Nicole Kidman. Me dava certa angústia ela não entender os filhos e toda aquela mania de fechar portas e coisa e tal. Mas o filme prende a atenção e faz você ficar na expectativa de saber o que realmente está acontecendo.
SAIBA O QUÊ: Os Outros, na verdade, são os próprios personagens principais: Grace e seus filhos. Eles estão mortos o tempo todo.


01 - A Vila


Em 1897 uma vila parece ser o local ideal para viver: tranquila, isolada e com os moradores vivendo em harmonia. Porém este local perfeito passa por mudanças quando os habitantes descobrem que o bosque que o cerca esconde uma raça de misteriosas e perigosas criaturas, por eles chamados de "Aquelas de Quem Não Falamos". O medo de ser a próxima vítima destas criaturas faz com que nenhum habitante da vila se arrisque a entrar no bosque. Apesar dos constantes avisos de Edward Walker (William Hurt), o líder local, e de sua mãe (Sigourney Weaver), o jovem Lucius Hunt (Joaquin Phoenix) tem um grande desejo de ultrapassar os limites da vila rumo ao desconhecido. Lucius é apaixonado por Ivy Walker (Bryce Dallas Howard), uma jovem cega que também atrai a atenção do desequilibrado Noah Percy (Adrien Brody). O amor de Noah termina por colocar a vida de Ivy em perigo, fazendo com que verdades sejam reveladas e o caos tome conta da vila.

Tá, você pode até enumerar dezenas de motivos para não gostar desse filme, como um monte de gente já me fez. Mas a questão é que eu acho ele o máximo, e dentro dessa minha listinha, foi o que apresentou o final mais "hã?????" de todos os tempos. Juro que eu pensei em zilhões de coisas para o desfecho dele, menos nesse que foi usado. É tão sem noção, tão nada a ver, tão 'viajoso' que quando acabou eu fiquei sem palavras. Além de me assustar horrores com as tais criaturas, ainda ficava penando ao imaginar uma forma da Ivy e o Lucius ficarem juntos. E pra mim, com certeza, foi o filme mais doideira forever and ever.
SAIBA O QUÊ: Não existe monstros nem nada. O que ocorre é que a vila é uma sociedade isolada nos dias atuais, onde os líderes decidiram se refugiar para proteger as famílias dos perigos da modernidade.

E se você sabe outro filminho carregado de surpresas, pode deixar a dica aqui que eu vou amar.

Bjo, povo! =)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...