Menu

29 outubro 2012

Os Meus Sete Pecados Literários

E pra começar a segunda muito bem, simbora falar de livros!

Vi esse meme lá no Infinito Particular e achei super legal. Acho que vi no blog da Camila também outra vez, não lembro... 

O fato dele ser bem legal é porque associa o nosso vício diário e eterno em livrinhos com os sete pecados. E eu como boa leitora que adora falar e discursar horas e horas sobre os livros que leu, que não leu e que um dia vai ler, precisava urgentemente fazer a minha relaçãozinha básica de pecados, né?

Então, deixa eu ir estalando os dedos aqui pra começar a me confessar nessas sete perguntinhas macabras a seguir e indo logo pedindo perdão pelos pecados literários de uma vida toda...


1. Ganância: Qual é seu livro mais caro? E o menos caro?


Acho que o livro mais caro que comprei mesmo foi um de Administração, do Idalberto Chiavenato, Teoria Geral da Administração - Vol II que custou certa de R$ 95,00. Mas no quesito ficção, provavelmente foi Eclipse que comprei por R$ 30,00. Sou meio mão de vaca com livro, não gasto muito com eles não...

Já o mais barato... Sem contar a minha coleçãozinha de banca by Sabrina, Júlia e essas coisas que comprei no sebo a R$ 1,00 cada, tem um livrinho bonetxenho da versão do filme Encantada que comprei pelo singelo valor de R$ 4,50. Como disse, sou meio mão de vaca.


2. Ira: Com qual autor você tem uma relação de amor/ódio?


Sinto que ultimamente com o Sr. Nicholas Sparks. Entendam, eu amo os livros dele, mas tem hora que todo sofrimento precisa ter um baaaasssta! Porque vá arranjar tragédia, desgraça e catástrofe assim lá longe! O último que li do moço foi A Última Música. Parei Um Homem de Sorte por conta da chatice do começo e agora estou me aventurando em Um Porto Seguro só mais para ter no que me basear quando for ver o filme com o Josh Duhamel.

Sei que o Nicholas é top em amor perfeito, sofrido e que durará forever and ever, mas acho que uma historinha mais animada, com personagens mais pra cima e sem tanto chororô me faria muito mais fã dele.


3. Gula: Que livro você devorou sem vergonha alguma?


Acho que li a Saga Crepúsculo na velocidade da luz, porque eu nem lembro de todas as sensações de como foi ler os livros, justamente porque passou muito rápido. Tinha aquela coisa de só mais um capítulo, só mais um e... Batata, tinha chegado ao fim e eu era órfã de Edward, Bella e companhia limitada.

Ah, mas eu lembro de ler A Moreninha, do Joaquim Manuel de Macedo em uma tarde. Foi lindo e emocionante saber que eu podia ler um livro de literatura brasileira assim tão rápido e gostar dele no final.


4. Preguiça: Qual livro você tem negligenciado devido à preguiça?


Tem vários, mas ultimamente estou tendo muita, mas muuuita preguiça de começar a ler a trilogia 50 Tons de Cinza. E nem sei porque, na verdade. Acho que deve ser pelo fato de já imaginar o enredo e achar que vai ser super clichê, sem nenhuma emoção e que vai ser aqueeela apelação toda, sem sentimento e verdade nenhuma. Penso que nesse estilo de livro, a Irmandade da Adaga Negra supre e supera todas as minhas expectativas sempre.


5. Orgulho: Que livro tem mais orgulho de ter lido?


Ah, muitos. Adoro ter lido Orgulho e Preconceito, por exemplo, e mais recentemente, Elite da Tropa. Mas o livro que eu encho a boca pra dizer: EU LI, com certeza é A Menina que Roubava Livros. Não existem palavras para explicar como aquela obra do Zusak é fantástica. Eu o negligenciei por muito tempo, o abandonei diversas vezes, mas no fim, eu consegui. É o tipo de história que todo mundo devia ler e se emocionar muito depois.


6. Luxúria: Quais atributos você acha mais atraentes em personagens masculinas e femininas?


Vixe, que difícil!!!

Acho que sigo um padrão para gostar dos personagens e sempre procuro compará-los a algum personagem que é perfeito pra mim. Por exemplo, na categoria masculina, eu gosto muito, mas muuuuito mesmo do Zsadist do livro Amante Desperto. Gosto de tudo nele, das características físicas às psicológicas, então às vezes, eu me pego observando se os mocinhos de outras histórias tem algo em comum com ele. É meio dãaa, mas funciona pra mim, de certo modo.

Enfim...

Acho que os personagens masculinos são mais encantadores e atraentes quando não são 100% perfeitos. Quando eles têm debilidades, quando sofrem, quando erram... O fator inteligência e a sagacidade também contam muitos pontos. Os protagonistas fortes e que não passam a maior parte da história se lamuriando pela donzela em perigo são mais cativantes. Eles conseguem deixar um gostinho de quero mais, nos fazem imaginar mil e uma opções de cenas e tornar a história mais interessante. No quesito físico, não tenho um padrão. Mas com certeza não sou adepta ao sujeitinhos clonados do Ken (sim, o da Barbie) e nem desses perfeitinhos com jeito de príncipe. Poxa, sou nordestina, paraibana, então... Tem que ser cabra macho, sim sinhô!

E quanto as ladies... O que pensar sobre elas? Penso que a única protagonista que admiti sofrer o tempo todo foi a Bella de Crepúsculo, pois tenho pavor dessas mocinhas acabadas nos litros de lágrimas. Uma mocinha instigante, divertida, tem de ser forte, determinada, saber se portar. Não pode ser uma eterna dependente do amor do cara lá ou de qualquer outra coisa. Esperteza e humor são sempre ótimos temperos. E por mais que elas sejam as vítimas, que sejam as coitadas que foram trucidadas pelo mundo, pelo destino e pela mente insana dos autores, acho que elas devem sempre pensar positivo, serem batalhadoras. E eu não sou muito preocupada se elas são loiras, morenas, azuis, cor de burro quando foge, se tem meio metro ou três de altura. Mas ando incomodada como as mocinhas ultimamente são muito embonecadas, cheias das firulas. Tá na hora de poupar o salto e a maquiagem e apresentar gente como a gente nas histórias.


7. Inveja: Que livros você gostaria de receber de presente?


Gente, que é isso? Um 'mendiguismo do dia', é? Tudo bem, então vamos lá! 

O fato é que preciso completar minha coleção da Irmandade da Adaga e ainda faltam os livros Amante Liberto, Amante Consagrado, Guia Oficial da Série, Amante Vingado e Amante Meu. Só esse pouquinho. Ah, e também tô na urgência de adquirir o terceiro da série Hush, Hush, Silêncio. Sim, e Amanhecer com a capa do filme... Se bem que já são duas capas diferentes agora, então tô naquela indecisão...

Enfim, se tiver alguma alma misericordiosa que queira celebrar minha felicidade me presenteando com algum desses ilustres livrinhos, juro que não vou achar ruim de jeito nenhum, tsáaa

E é isso, meu povo maravilhosamente lindo!

A fonte original do meme é essa AQUI, e quem quiser copiar, sinta-se à vontade.

Xero, xero, xero!

3 comentários:

  1. É vc viu no meu mesmo! Achei massa esse meme! Adorei o teu e perccebi o quanto vc curte os vampiros gatos da IRMANDADE.
    Eu ja li todo e posso dizer que seguem o mesmo padrão, vc vai adorar! Bjs e parabens pelos seus pecados!

    ResponderExcluir
  2. @Camila Monteiro Sou mesmo super fã de IAN... Amo aqueles irmãos!!! =) Já li até o livro do Rehv e tô ansiosíssima pra ler o restante... O do Tohr vai ser lançado agora, vc viu?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...