Menu

17 fevereiro 2013

Maiô: Por um verão mais democrático


Nunca fui exatamente daquelas garotinhas chatas que adoram implicar com as coisas da moda só pra irritar e ser do contra. Na verdade, como vocês já devem saber, eu nem me dou ao luxo de implicar com coisas da moda, porque nem tenho o conhecimento suficiente para isso. Só que tem coisas que mulher gosta de fazer de qualquer forma: dar pitaco. E como eu sou mulher e daquelas que adora falar e falar e explicar o porquê das coisas, tenho que dar o meu pitaco com P maiúsculo para essa modinha de verão.


É o seguinte, eu sou brasileira e mesmo assim nunca entendi porque é tão difícil aqui no Brasil, você ser aceita do jeito que é e com as coisas que gosta no quesito verão. Porque assim... Eu tenho mesmo que usar aquele biquini tomara que caia e aquela calcinha cortininha pra ir à praia só porque todas as garotas afirmam que a marquinha do bronzeado fica mais legal? Eu tenho que investir naquelas calças pantalonas e camisas de dois metros de largura só porque a modinha diz que é tendência?

Moda praia no Brasil é uma coisa sufocante, tenho dito. Primeiro que pra poder desfilar linda e radiante por aí você tem de estar magra, mas com bunda e peito enchendo (ou mostrando) tudo. Seu cabelo tem que estar cheio de luzes e longo e hidratado mesmo que o sol cuide de desgraçá-lo todo santo dia. Sua pele tem de estar na cor certa, porque oras! Você mora no país do calor, do sol que dura o ano todo, então... Como você pode ser tão branca?? É absurdo!


E então eu estou dia desses numa loja de roupas e me deparo com aquele maiô lindo, verde, cor cheia de vida, com o decote exato, que deixaria a marquinha exata e combinaria com aquele chapéu digno que está no manequim e faria ainda mais um par perfeito com aquele mega óculos de sol... E eu me imagino na praia, bancando a rica e deslumbrante com meu maiô novo que cairia como uma luva no meu corpo.

Até que todos os meus sonhos desabam quando me dou conta que moro no Brasil: o país do biquini e do corpo sarado.


É fato que maiô nas nossas terras é visto como roupa de praia pra gente gorda. E ninguém entende que pra usar um maiô e realmente ficar bem nele, você também precisa estar com o corpo em dia. Mas peraí: Lana Del Rey está tão absolutamente diva no clipe Blue Jeans com aquele maiô branco... Todas as moças ricas e poderosas que vemos em filmes e séries desfilam lindamente com maiôs super caros... E assim por que diabos eu não posso usar um maiô também?! E por que caramba eu tenho que estar sempre com o bronzeado em dia?


Ninguém nunca chega pra perguntar se você se sente mais à vontade, mais confiante numa roupa de praia mais composta, porque no final das contas, todo mundo quer ser parte desse estigma que é o mostrar tudo e um pouco mais. Ninguém liga se os raios solares são super prejudiciais para pessoas com pouca melanina, e que o risco de uma doença de pele é gravíssimo. Só pra ter uma ideia, no ano de 2012, 150 pessoas morreram de câncer de pele só aqui no meu estado. É muita gente! É uma doença horrível, que fica totalmente exposta e que se alastra muito facilmente pelo corpo. Mas quem se importa? O que vale é estar na moda.


Nem sei mais se esse estilo praiano brasileiro ainda pode ser chamado de moda, ou se já evoluiu para uma espécie de marca registrada. Mas o que eu quero desabafar aqui é somente uma coisa: não é porque somos brasileiras, porque moramos no Brasil, principalmente em áreas litorâneas, que temos que cumprir todas as exigências do estereótipo da mulher brasileira. Quem gosta de andar por aí com micro biquínis, que só se preocupa em esturricar ao sol por horas e horas, e que vê no verão a estação do ano pra mostrar que seu corpo é mais bonito que os outros, sinta-se à vontade para continuar. Mas lembre-se que existem mulheres que apreciam uma atitude mais composta, que muitas vezes gostariam de vestir outra coisa para ir à praia, mas por conta dessa obrigação brasileira, acabam mostrando o que não querem, e fingindo uma postura que não têm.

O verão deveria ser uma época democrática, onde todos pudessem aproveitar o sol, o calor, as férias e tudo de legal que ele traz sem se preocupar em obedecer às regras. Ou melhor, tais regras sequer deveriam existir.


No fim de tudo, a única coisa que eu percebo é que a sociedade realmente se incomoda com os que são ou pensam diferente. E focar no verão ou nos micro biquínis é apenas uma desculpa para todo o resto. Isso não mudou até hoje e não mudará do dia pra noite. O brasileiro é assim, ele está sempre se  preocupando primeiro com aquilo que não deve e deixando as coisas importantes pra depois (ou pra nunca).


E é por essas e outras que estou seriamente abolindo essa onda cheia de moral do biquini da minha vida, e acabando de cair de amores pelos maiôzinhos lindos que deixam o verão brasileiro muito mais a cara da riqueza!

Confere e se inspira:






Serena (Blake Lively) causando com seu maiô preto em Gossip Girl



Lana Del Rey e seu perfeito maiô branco no clipe Blue Jeans










E pra você que mesmo depois de ter visto esses modelos bafônicos e apoteóticos  ainda gosta de ser parte dessa população "ando pelada mesmo e daí?", ao menos pare de criticar quem não curte. Porque afinal, o verão nasceu pra todos.

E tenho dito. 

Um comentário:

  1. Perfeito esse post!
    Penso exatamente igual! E vc escolheu uns modelos maravilhosos hein... Difícil não se render.
    Cá entre nós a mulher fica muito mais sexy de maiô!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...