Menu

14 março 2013

Inspiração #11: Cotton Candy


Se há um doce que realmente marcou a minha infância foi o tal do Algodão Doce.

Lembro-me muito bem de ouvir o senhorzinho puxando o carrinho na rua e gritando "Olha o Algodão Doce! Olha o Algodão Doce!" e logo eu e minhas primas e amigas saíamos feito um bando de doidas atrás de garrafas e panelas velhas para trocar por um saquinho daquelas fofuras. Até porque era um doce que a gente não encontrava em qualquer lugar e ele era tão bonito e divertido que a gente não conseguia ouvir o grito do senhorzinho sem pirar.

São lembranças tão vivas que parece que a infância fica mais legal por conta desses momentos. E além do mais o Algodão Doce é aquela guloseima linda, fofa, diferente e que sempre nos traz uma felicidade e nostalgia, não acham?

Por isso o Inspiração de hoje é todo dele...





Sempre achei que o Algodão Doce fosse feito de algum tipo de algodão mágico e que ficava doce e colorido só por um tempo e quando sua mágica chegava ao fim, ele derretia e ficava aquela pasta dura e estranha. Havia toda uma ilusão a respeito daquela coisinha enrolada em sacos plásticos, e talvez fosse isso que o deixasse mais divertido.

Lembro de uma vez eu e meus amigos chegarmos a conclusão de que o Algodão Doce era mesmo pequenos pedaços de nuvens que ficavam presos nas asas dos aviões e então eram tratados até se transformarem naquela coisa deliciosa. 



Percebi que depois de um tempo o Algodão Doce foi saindo do lúdico das crianças e passando a compor mais e mais as mesas das festinhas, a enfeitar outros doces e a fazer parte das coisas comuns. Acho que é meio triste, porque afinal de contas, eu sempre achei que ele era uma coisa mágica. Quando ouvia o homem do carrinho aparecer na rua eu simplesmente pensava que ele tinha vindo de um lugar distante onde as crianças não conseguiriam chegar e passava todo o tempo fabricando aquele doce lindo. Era meio como pensar em Papai Noel...

Até que a gente cresce.



Hoje o Algodão Doce está em todo canto, servindo de tema para ensaios fotográficos e clipes musicais. Ele ainda tem essa magia, essa aura fantasiosa sobre ele, mas é bem diferente do tempo em que eu era criança.

Em todo caso, ele ainda consegue me causar uma certa nostalgia. Um coisa bem boa.




E pra falar a verdade... Quem não gosta de Algodão Doce, né? Até hoje não conheci ninguém que diga que não gosta nem um pouquinho. A não ser que seja alérgico a corante, mas bem...




Meus sonhos se despedaçaram completamente quando descobri que o Algodão Doce é feito de açúcar cristalizado através do processo de trefilação do açúcar. Sempre o vemos normalmente rosa ou branco, mas hoje já tem várias cores em maquininhas de parques, circos, feiras. O bom é que ele não é considerado um doce de alta caloria, pois mesmo não parecendo, ele é feito com pouca quantidade de açúcar. Em todo caso, nunca é bom abusar, né?




Mas como toda coisa boa, o Algodão Doce virou gente grande... 

E hoje já faz parte de tanta coisa que é até difícil relacionar. Aposto que você tem alguma história legal pra contar com o Algodão Doce.



E não teria como falar de Algodão Doce e não falar de Miss Katy Perry, né? Ela é quase uma embaixadora da guloseima e talvez lá no fundo, bem no fundinho mesmo, eu goste ainda mais dela por causa desse seu amor por esse doce lindo.

O Algodão Doce estampa até as roupas dela hoje em dia.


E pra terminar, quem acha que não dá pra aproveitar o Algodão Doce de outras formas, olha aqui essa unha muito da bonita feita com candy colors.

Fotos: Reprodução


Pois é, gente... Bem que diziam que recordar é viver. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...