Menu

05 junho 2013

Falling Into You, por Jasinda Wilder

Ai, ai... Deixa eu respirar fundo, contar até um milhão e finalmente começar a escrever a resenha de hoje. 

Tô trazendo mais um New Adult, já que ando viciada ao cubo e ao extremo nesse gênero delicinha. E o de hoje é um ainda não lançado aqui no Brasil chamado Falling Into You (Tradução Livre: Caindo em Você) da autora Jasinda Wilder. A história segue o drama de Nell, uma jovem de vinte anos que acaba de perder seu primeiro amor e esconde sua culpa da forma mais dolorosa possível. A salvação de Nell se dá ao aparecer um novo pretendente, alguém que pode ajudá-la a se curar, mas um alguém totalmente inesperado.

Nem sempre fui apaixonada por Colton Calloway, eu estava apaixonada por seu irmão mais novo, Kyle, em primeiro lugar. Kyle era meu único amor verdadeiro primeiro, o meu primeiro em todos os sentidos. Então, uma tempestuosa noite de agosto, ele morreu, e a pessoa que eu era morreu com ele. Colton não me ensinou a viver. Ele não curou a dor. Ele não fez isso bem. Ele me ensinou a doer, como não ficar bem, e, eventualmente, a como deixar ir.
Fallin Into You é dividido em três partes, mas não é um livro com muitos acontecimentos rolando ou muita ação o tempo todo. É um livro profundo, reflexivo e que conta uma história de romance, mas carregado de drama e de nostalgia. Apesar de eu ter sofrido muito com a péssima tradução do livro, com alguns trechos praticamente indecifráveis, fui firme e forte e continuei a leitura.

Nell é uma adolescente comum que teve Kyle como melhor amigo a vida inteira. Mas eles ainda não sabem se essa amizade pode seguir adiante ou se deverá ficar só no campo do coleguismo e nada mais. No entanto, quando Nell recebe um convite para sair com outro garoto, os sentimentos se afloram e eles percebem que não dá mais para negar a atração evidente. Assim, Nell Kyle começam a vivenciar as auguras da primeira paixão, do primeiro beijo de amor, da primeira noite juntos. Eles formam um ótimo casal, têm sonhos juntos e querem permanecer assim. Mas durante uma viagem sozinhos, o destino cuida de transformar os sonhos infantis do jovem e apaixonado casal.


Logo, Nell está sozinha. Abandonada e culpada. Carregando lembranças que ela daria tudo para esquecer.

É nesse momento que a escrita limpa e sofrida da Jasinda entra em ação e o livro fica gostoso de ler, embora não seja uma leitura alegre (e mesmo com a tradução péssima!). É exposto um embate psicológico, uma redoma de emoções e sentimentos, uma tempestade de informações sobre a culpa da personagem que logo a gente se vê levado pela tristeza e melancolia. Juro que chorei um bocado...


Mas como toda volta por cima, o livro precisa entrar na segunda parte, nessa onde as coisas esquentam. Quando Nell reencontra Colton, irmão de Kyle, um sujeito estranho, misterioso, que tem a sua cota de tragédias pra contar e que fugiu de casa por nenhuma razão aparente. Agora juntos e em outro lugar, Nell Colton tentam sarar suas feridas. A música é um consolo, as palavras são um alento...


A autora abusou muito da ideia de "dor para parar a dor", aludindo a sensação da dor física para aliviar a dor psicológica. Eu acho que isso foi bem exposto e deixou o romance muito mais intenso, mostrando a força que o casal precisa encontrar para sair do fundo do poço. O Colton é um tipo de protagonista linha dura, forte, exigente, e estranhamente doce, gentil. Os segredos que ele guarda vão indicando as razões para sua tristeza e as coisas pelas quais ele já passou vão ficando claras com o decorrer da leitura. É um personagem incrível, desses que você gostaria de encontrar no mundo real.


Achei a escrita da Jasinda muito parecida com o da dona Simone Elkeles, com personagens cheios de garra, mas que se encontram à mercê de problemas muito maiores. O próprio vocabulário também lembra um bocado a forma de escrever da Simone.

Num geral o livro consegue ser intenso, profundo e doce, mesmo com as cenas mais erotizadas. Sim, tem várias cenas hot, mas é algo mais envolvente e romântico do que propriamente pornográfico. Bem, admito que acho que algumas coisas poderiam ter ficado de fora, mas talvez tenham sido elas que tenham deixado a minha leitura mais interessante, ainda não decidi. O casal traz discussões bem bacanas sobre esse período depressivo após a perda de alguém, e é muito legal acompanhar esses momentos sofridos, dolorosos, e entender que eles precisam ser vividos em sua totalidade. Sei, parece depressivo demais, mas juro que o livro é mais romântico que isso.


Na terceira parte do livro, chegamos a mais uma reviravolta dolorosa. O casal tem mais um obstáculo gigantesco para conseguir sair do buraco. Mas é lindo de acompanhar... A Nell e o Colton foram feitos para ficar juntos, eles se completam, se encaixam e se entendem perfeitamente. É como se um fosse o reflexo do outro. Mais beleza e doçura impossível. Isso torna Falling Into You aquele tipo de livro que faz você parar de ler e pensar: Nossa, que incrível! Eu quero um amor assim também.

Por fim, não dou nota máxima pra esse bonito simplesmente porque achei que merecia mais algumas páginas. A história do casal é muito linda pra ficar só na nossa imaginação, então penso que a Jasinda deveria ter desenrolado só um pouquinho mais. Em compensação, já foi noticiado que o livro terá uma sequência, chamado Falling Into Us, mas que não contará mais da história da Nell e do Colton, e sim da Becca e do Jason, personagens citados em Falling Into You. A previsão de lançamento é de julho nos Estados Unidos, e eu quero ler de todo jeito.



Outra coisa bem bacana é que a autora fez uma lista de todas as músicas mencionadas no livro, montando uma playlist super legal. Pontos extras para Barton Hollow do The Civil Wars que esteve no Sing Along aqui esses dias e Let It Be Me do Ray LaMontagne



Por enquanto não há nenhuma previsão de compra dos direitos de tradução aqui pro Brasil, ou seja, nenhuma editora ainda se manifestou pra lançar Falling Into You. Mas acho que dependendo da repercussão que ele obtiver na rede, possivelmente logo, logo estará por aí. E esse é o ano dos New Adults, então tem muita coisa boa vindo.

E por hoje é só... Mais um New Adult lindo para a listinha de New Adults adorados de todos os tempos.

5 comentários:

  1. oi Janne, um problema que venho notando nos livros New adults é a repetição. Até o momento todos eles são muito parecidos, sempre seguindo o mesmo enredo de mocinha sofredora encontra bad boy que possui uma vida bem dramática e os dois se unem para enfrentar seus problemas enquanto transam muito.

    Acho que isso consegue definir boa parte dos livros do gênero, que infelizmente parece ter estagnado nessas histórias. Com tanto assunto bom para ser abordado nesses livros as autoras insistem em ficar se repetindo. Uma pena.

    Bjs
    Nel
    maisumblogsobrelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Nel, obrigada por me visitar =)
      E concordo sim com você, acho que essa tendência atual é publicar livros que agradem o gosto da massa, com fórmulas de sucesso prontas. Embora eu venha apreciando bastante os títulos New Adults que andei lendo, admito que algumas coisas são bem repetitivas. Mas penso que é isso que agrada, uma vez que essa temática de alguma forma se aproxima um pouco mais da realidade dos leitores. Diferente de como aconteceu com o boom de livros de fantasia (vampiros, lobisomens...) onde o sucesso estava justamente na ideia de criar o mundo perfeito da imaginação. Enfim, eu particularmente sou fã desse gênero, mas não posso ser hipócrita e não perceber que muitas coisas precisam ser melhoras.

      Bjoks e volte sempre ;-)

      Excluir
  2. Quando vai lançar no Brasil?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda não sei, pelo menos nada foi divulgado até agora. Temos que acompanhar os lançamentos das editoras para conferir, e normalmente eles só lançam livros por aqui, depois que já fazem algum sucesso, e esse ainda é um pouco desconhecido.
      Mas espero que não tardem a lançar, pois gostaria de vê-lo por aqui =D
      Abraços e obrigada pela visita!

      Excluir
  3. Adoro esses livros, estou ultra mega viciada em YA/NA. Adorei os eu blog. Abraços.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...