Menu

25 dezembro 2013

O Egoísmo Delicado de Natal

Chega esse período de fim de ano e as emoções das pessoas vão ficando mais à flor da pele, tudo é motivo para estar sensível, tudo é propício para se impressionar. Ao mesmo tempo tem essa correria frenética que sabe lá Deus porque que acontecesse; é um corre-corre para comprar, para chegar, para fazer. O fim do ano parece que traz um ultimato onde tudo precisa se resolver até às 22h do dia 31 de dezembro (porque as duas últimas horas só servem pra comemorar o réveillon). E esses dias parei pra pensar nesse assunto quando estava justamente no meio dessa correria louca.


Tudo bem, adoro o Natal. Acho uma das festas mais legais do ano, acho linda a decoração, acho emocionante o fato das pessoas estarem mais ligadas ao próximo e até me comovo com determinados acontecimentos dessa época. Mas é estranho pensar que a razão do Natal existir anda mais banal do grampo perdido na gaveta do escritório. É quase como se o foco da festa fosse... Inútil.

Por outro lado, estamos sempre tão focados no "nosso Natal" que esquecemos completamente o Natal do outro; enquanto eu estou lá sofrendo por não achar o vestido certo naquela boutique estilosa, o que estará fazendo o mendigo que não tem um pão para comer no almoço que dirá um banquete para se fartar na ceia? No fundo, no fundo, esse período de fim de ano só revela que somos puramente egoístas. Azedos, hipócritas, militantes de uma igualdade ridícula. Como sou uma boa pessoa quando passo todo o meu ano ignorando aquela velha senhora sentada na calçada implorando por um trocado, mas só porque "hoje é Natal" então é meu dever como ser humano que preste lhe dar dez ou vinte centavos. Isso me fará parecer simpática e ela até me agradecerá com um sorriso e eu me considerarei a caridade em pessoa. Ham! Veja que pensamento esse que nós alimentamos a vida toda! Mas sabe como a gente chama isso aqui na minha terra? Alma sebosa. É, isso mesmo. Um termo feio, mas que define muito bem nosso comportamento de ser humano, de cidadão que luta e vai pra rua por um país melhor.

Mas só porque hoje é Natal eu tenho o dever de ser gentil, de ser solidário, de chorar pela dor alheia, de sofrer porque o mundo precisa de ajuda... Só porque hoje é Natal então eu tenho que mostrar que ainda há amor no mundo. Só porque hoje é Natal, eu... Mas pensando bem, por que é Natal mesmo? Ah, claro, porque Papai Noel tá chegando cheio de presentes que serão pagos no decorrer do próximo ano em 10 vezes no cartão.


De toda forma, talvez meu desabafo seja um tanto injusto. Como diz aquele ditado besta: "Pior seria se pior fosse". E se não houvesse Natal? Então, as pessoas não teriam que ser gentis sequer uma vez no ano, elas não teriam que praticar a solidariedade e muito menos, teriam que escrever posts cheios de hipocrisia como esse. Porque sim, caro leitor, "as pessoas" somos eu, você, todo mundo que fecha os olhos para o que é feio durante o ano inteiro, para só no Natal bancar o bom samaritano.

E sabe o que mais? O único importante nessa festa toda acaba ficando de fora da conversa, porque talvez seja chato demais perder tempo dizendo que Jesus nasceu, o melhor é sempre discutir a nova receita do pavê de chocolate e do enfeite cintilante da árvore de Natal tamanho gigante.

Bom, enfim... Só para não dizer que eu não estou sendo gentil nesse Natal, quero desejar que Jesus nasça todos os dias na vida de vocês, que a luz e a esperança se renovem e que um dia, possamos fazer de verdade alguma mudança no mundo e parar de se preocupar com nossos próprios umbigos.

Um comentário:

  1. Prezada, faço minhas as suas palavras, neste natal adotei comportamento ante consumismo, segurei a onda, ano todo tenho dado melhor de min, seria injusto em 7 dias faser tudo que fiz e nao fiz, tocar o barco e passar por sima com uma borracha. Outras pessoas que durante ano todo suportamos as piadas ou aturamos comportamente desagradaveis esperam que simplismente demos a mão e congratulem, aff para mais um ano cheio de erros e da mesmi-se, hoo tedio ver o mesmo erros na mesma pessoa, e não dah pra apertar a mao e dizer que tah certo. Educado por natureza, nao poderia ser falso, evitar conflitos desnecessarios é forma de dar uma outra oportunidade, das mesmas acerterem.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...