Menu

04 fevereiro 2014

A Queda da Vingadora e a Terceira Temporada de Revenge


Aproveitei essa minha última semaninha de tempo mais ou menos livre e coloquei em dia meus episódios de Revenge. Afinal, um fim de temporada tenso como foi o do último ano, merecia algo inesquecível na volta, não acham?

Mas como nem tudo é felicidade suprema nessa vida, e o óbvio e o mais interessante nunca seguem uma linha contínua nesse mundo das séries dramáticas, Revenge começou uma saga em direção à canalhice nessa terceira temporada.

Desde já, aviso de spoilers, então se você não assistiu nada da série ainda, talvez nem queira ler esse post.

Continuando... Dona Vingativa Thorne encerrou o ano se revelando para seu amado de toda vida Jack Porter, mas o que poderia ser uma virada genial na série, acabou ficando estranho e relativamente idiota. Por que... Como assim o Jack entendeu e aceitou tudo da Emily na mais santa paz de espírito? Ele é um bom personagem, mas a sua chatice e o fato de querer ser o bom moço o tempo inteiro realmente me incomoda. Talvez ele soasse mais interessante se reagisse às situações com mais intensidade. Enfim... A superação dele às atitudes da Emily foi totalmente incoerente, mas bem, vamos ver até onde isso alcança.


Por outro lado, achei a Emily fraca e cansada nesses primeiros treze episódios. Onde está a fria e calculista que planejava cada milímetro ao seu redor antes? Não achei que ela fosse ficar tão monótona e cansativa com uma insistência tola em um único tipo de vingança. Supostamente a pressão do Jack em fazê-la acabar com tudo tirou um tanto de inteligência da moça, que nem mesmo o nosso amado Nolan foi capaz de recuperar. E por mais que o sucessão de vingança, casamento, tiro, morte, amnésia e confusão toda tenha sido o mais perto da praticidade dela, sua falta de foco ficou evidente de uma forma assustadora.


Em contrapartida, na mansão mais badalada dos Hamptons, uma mistura de joguinho sujo e um monte de besteira perpetuava. A Victoria e o seu queridinho Patrick foi uma completa encheção de linguiça e o drama caiu vigorosamente para um tipo de novela mexicana onde não há fundamento em nada. Daniel mostrou-se um pouco mais cheio de atitude em algumas situações corriqueiras e o surgimento da Margaux foi bem aplicado. Já a Charlotte estava bem mais determinada e decidida a dar um pé na bunda da familiazinha que só atazanou sua vida e destruiu seus sonhos.


A Ashley apareceu para uma chantagem tão chata quanto ela nos primeiros episódios e desapareceu tão rápido quanto eu desejava que ela sumisse. A Lydia também saiu do túmulo e até uma personagem totalmente esquecida e que não fazia a menor falta que era a Sara deu o ar de sua graça. O que ocorre é que sinceramente suspeito que os autores da série não sabiam mais o que fazer, então acabaram por catar todo o passado dos Grayson e chafurdá-lo por completo na lama. O que foi realmente desnecessário, e eu como uma fã da série, simplesmente ficava contando os minutos para o episódio acabar só pra parar com a encheção de saco.


O rolo entre o Nolan e o Patrick foi seco, forçado e sem a menor comoção, bem diferente do que ocorreu com a Padma ano passado. Talvez tenha sido uma forma de ressurgir certos sentimentos no pobre e sofrido Ross que passou um tempinho atrás das grades. E quanto ao meu personagem preferido, ele definitivamente caiu num abismo onde não vejo solução para sua mediocridade extrema, porque o Aiden tinha tudo para ser o maior badass da série junto com o Nolan, mas ele simplesmente foi moldado pela estupidez da Emily. E que história mais ridícula é essa de colocar a filha do Takeda no meio? Isso não vai prestar, não mesmo.


Por mais que os teasers tenham apresentado a terceira temporada de Revenge como impecável e absoluta, não vi muita emoção. A frieza da Emily tá chegando num nível chato, hipócrita e ela não desperta mais afeição em ninguém. Os dois últimos capítulos dessa primeira parte da temporada deram uma animosidade e um gostinho básico para quem quer continuar acompanhando, mas achei que tudo perdeu o foco, a própria vingança saiu dos eixos. Pelo visto, a cova da Emily já está sendo cavada e o feitiço tem se virado constantemente contra o feiticeiro. O que nos espera para depois do hiatus, então? Supostamente, uma briga psicológica sebosa entre Daniel e Emily, enquanto Victoria continua botando lenha na fogueira em cima de seus saltos altíssimos e mais personagens de um passado longínquo decidindo fazer uma visitinha surpresa aos Hamptons


Enfim, estou esperando mais novidades e reviravoltas incríveis para o restante da temporada para que faça jus às temporadas anteriores. As crises da Emily deverão ser explicadas, o Daniel provavelmente saiu do status de vítima para chato-mor e meu querido Aiden vai ter mais culpa nas suas costas do que todos os Grayson juntos. Mas até dia 09 de Março, a dúvida reinará.

E que Revenge volte com vinganças cada vez mais ácidas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...