Menu

29 setembro 2014

Outlander e a Viagem no Tempo mais Legal da TV

 

Como minha vida é sempre o exemplo claro do que é ser super ocupada, quase não tem me sobrado tempo para aproveitar as coisas bacaninhas que ainda aparecem na TV. E ainda por cima, confesso que tento fugir delas, porque não dá pra acompanhar tudo e ficar viciada em todos esses programinhas legais. Supernatural tá aí pra comprovar minha situação se ansiedade pelo retorno da décima temporada...

Mas ocorre que acabo vez ou outra me deixando levar pelo encantado mundo das fotos bonitas do Tumblr e do Pinterest e me admirando com as coisas bem legais que estão rolando na TV fechada. E foi assim que esses dias eu descobri Outlander.

A série começou recentemente no canal Starz e parou em seu oitavo episódio (a beira de entrar em hiatus de meio de temporada e só voltar em 2015. Já???) e é baseada nos livros da autora Diana Gabaldon. Eu juro que me segurei pra ver o primeiro episódio, porque como sou do contra, detesto assistir séries que estão passando pela primeira vez, pois eu realmente sofro com a ansiedade pelo próximo episódio. Assim, prefiro esperar até que a temporada termine, então acompanho tudo de uma vez. Coisa de doido? Pode bem ser...

O fato é que mesmo repetindo milhões de vezes pra não fazer, fui lá e vi o primeiro episódio da série. Não conhecia os livros, não conhecia a autora, assumo, mas juro que fiquei encantada com o enredo e a qualidade apresentada na TV.

Outlander conta a história de uma mulher vivendo o período pós Segunda Guerra Mundial e que está na Escócia aproveitando uma nova lua de mel com o marido. Como ambos acabam de voltar da Guerra, ele como militar e ela como enfermeira, decidem viajar para passarem mais tempo juntos. A escolha do destino se deve a tranquilidade em que o país se encontra, sem os festejos de celebração pós-guerra e pelo fato do marido ter descendência escocesa. Assim, Claire e Frank estão em férias felizes e descontraídas na cidade de Inverness.


Mas tudo que é bom, pode ficar ainda melhor e logo o clima misterioso e bucólico dos campos escoceses traz uma nova energia para a série. Uma país tão místico e supersticioso como esse deve ter maiores atrativos para um professor de História - Frank - e uma aventureira no mundo da Botânica - Claire. E é numa das cenas mais incríveis que a gente é levado junto com a Claire para o mundo dos druidas, e de repente, acordamos em 1743, na Escócia carregada pela guerra e pela pobreza.


Imagine aí você, acordar séculos atrás e num lugar totalmente desconhecido? A sorte da Claire é que, como esposa de um professor de História, ela conhece muito dos costumes, tradições e até mesmo da história do lugar, então, fica um tanto mais fácil de lidar com o desconhecido. Embora, sendo uma moça do século XX, ela possa se espantar com a precariedade em que as pessoas daquela época viviam. Seria bem diferente para nós, por outro lado, se como filhos da suma tecnologia, de repente, fôssemos arrastados para tempos tão primórdios.

Mas enfim... Por que a série é legal?

Ah, primeiro, porque é passada na Escócia, né? Tem coisa mais legal que aquele sotaque? Hã?


Segundo, porque fala de viagem no tempo, e isso sempre é bacana de ver.


E além de tudo, a gente acompanha o triângulo amoroso mais interessante que possa existir: uma mulher do presente que está no passado e deixou um marido no presente, mas que arranja outro no passado. Conseguem entender? E pra ficar mais emocionante, o vilão do passado é a cara do marido do presente! Babou geral...


E pra completar, porque tem JAMIE FRASER!


Alto, ruivo, forte, atraente... E usando um kilt!!!
Todas as mocinhas que já leram Sabrina, Julia e Bianca da vida já sonharam em ver ao vivo e a cores um homem de kilt, né? Claro que sim!

E sem contar que você precisa ser muito, muito macho pra usar saia (é kilt!!!) e continuar gostoso desse jeito...
#PequenosCaloresAgora

Outlander também tem um elenco primoroso - rostinhos não tão conhecidos, mas que andam fazendo um trabalho espetacular. Sem falar que a produção é estupenda, e a gente realmente viaja naqueles imensos castelos e campos isolados da Escócia. Dá pra acompanhar ainda toda a batalha entre clãs das Highlands, a forma bem peculiar de viver das pessoas e se deliciar com os costumes das famílias, bem aquele tipo de coisa emocionante que a gente vê em Game of Thrones.

Aqui embaixo os três protagonistas: Tobias Menzes dando vida ao Frank Randall e a Black Jack Randall, Caitriona Balfe sendo linda e elegante como a Claire e o ruivo mais badalado dos últimos meses, Sam Heughan vivendo o famoso Jamie Fraser.


E diante de toda adrenalina gerada em somente oito episódios, eu me antecipei e catei logo o primeiro livro da série pra ler. E afirmo que até que é bem bacana, viu? Uma escrita impecável e fluida da Diana Gabaldon. Prometo que assim que concluir a leitura, trago aqui um post com mais informações sobre os livros. E apesar de ser um romance, explorando um pouco da história de amor da mocinha, traz muitos fatos históricos, e faz um passeio fenomenal pela Escócia e pelo tempo onde ocorre a revolução jacobita.

Série mais que aprovadíssima!


E agora, a tristeza bate por lembrar desse bendito desse hiatus.
Em pensar que eu só vou ver esse peito desnudo outra vez em 2015...
#choremos



Imagens: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...